8 Qualidades que Definem um Grande Líder

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Os líderes de empresas estão atualmente a enfrentar uma crise. Quase um terço dos funcionários não confia na administração. Além disso, os empregadores agora precisam de atender às necessidades da geração millenium. Em média, depois de se formar na faculdade, um individuo da geração do millenium vai mudar de emprego quatro vezes antes dos 32 anos. A maioria deles também não se sente totalmente integrada nos seus empregos atuais.

É claro que muitos líderes não estão a conseguir incutir um senso de confiança e lealdade aos seus funcionários. Felizmente, isso não tem de ser o caso do seu negócio. De acordo com Daniel Wang, fundador da Loopring, os gestores que demonstram grandes qualidades de liderança podem inspirar as suas equipas a realizar coisas incríveis.

1. Entusiasmo sincero

O verdadeiro entusiasmo por um negócio, seus produtos e sua missão não pode ser falsificado. Os funcionários podem reconhecer um falso entusiasmo a quilómetros de distância. No entanto, quando os líderes são entusiastas sinceros e apaixonados, isso é contagiante. Por exemplo, alguém que trabalhou com Elon Musk nos estágios iniciais de seu projeto da SpaceX disse que o verdadeiro condutor por trás do sucesso do projeto foi o entusiasmo de Musk pelas viagens espaciais.

Wang diz que estar entusiasmado ajuda o líder a identificar os principais problemas existentes no seu setor. “Qualquer inovação começa com estes problemas e termina com produtos e serviços, bem como alguns dos principais problemas resolvidos”, disse ele.

2. Integridade

Seja dando o crédito adequado pelas conquistas, reconhecendo erros ou colocando a segurança e a qualidade em primeiro lugar, os grandes líderes demonstram integridade em todos os momentos. Eles fazem o que é correto, mesmo que isso não seja a melhor coisa para o projeto atual ou até mesmo para o resultado final.

“Quando as pessoas vêm evidências de que os líderes não têm integridade, isso pode ser quase impossível de se recuperar”, disse Wang. “Confiança perdida é difícil de voltar.

3. Excelentes habilidades de comunicação

Os líderes devem motivar, instruir e disciplinar as pessoas de quem são responsáveis. Eles não podem realizar nada disso se não forem excelentes comunicadores. Além disso uma a má comunicação pode levar a péssimos resultados. Líderes que não conseguem desenvolver essas habilidades são muitas vezes percebidos como fracos e mesquinhos, de acordo com Wang. Também é importante lembrar que ouvir é parte integrante da comunicação.

4. Lealdade

Os melhores líderes entendem que a verdadeira lealdade é recíproca. Por esse motivo, eles expressam essa lealdade de maneiras tangíveis que beneficiam os membros das suas equipas. A verdadeira lealdade é garantir que todos os membros da equipa tenham a formação e os recursos adequados para realizar o seu trabalho. Um líder leal apoia os membros da sua equipa em momentos de crise e conflito.

“Os grandes líderes vêm-se numa posição de serviço aos membros de sua equipa”, disse Wang. “Os funcionários que acreditam que a liderança lhes é leal são muito mais propensos a mostrar sua própria lealdade quando isso é importante”.

5. Poder da decisão

Um bom líder não está simplesmente autorizado a tomar decisões devido à sua posição. Ele está disposto a assumir o risco de tomar decisões. Um líder toma decisões e corre riscos, sabendo que, se as coisas não derem certo, ele terá de se responsabilizar em primeiro lugar.

Além disso, chefes que não são decisivos são muitas vezes ineficazes. Muito esforço a trabalhar na construção de consensos pode ter um efeito negativo. Em vez de simplesmente tomar uma decisão, muitos líderes permitem que o debate continue, resultando uma decisão fragmentada que não satisfaz ninguém.

6. Competências de gestão

Muitas empresas tentam criar líderes de pessoas que são simplesmente boas nos seus trabalhos. Para ser claro, aqueles que emergem como trabalhadores muito bons geralmente têm qualidades importantes. São por norma aquelas que têm um forte conhecimento dos produtos e serviços da empresa. Eles compreendem os objetivos, processos e procedimentos da empresa. Todos estes são importantes.

Por outro lado, ser bom no seu trabalho não prova que alguém possui as outras competências que façam de si um líder. Por exemplo, eles podem inspirar, motivar, orientar e dirigir? Wang ilustra com o basebol da liga principal. Embora quase todos os treinadores tenham experiência como jogadores da liga principal, os jogadores mais vitoriosos não são necessariamente os treinadores mais bem-sucedidos.

7. Delegar poder

Um bom líder é capaz de treinar e desenvolver as capacidades dos seus colaboradores. Por esse motivo, um bom líder tem a vontade de capacitar aqueles que lidera para agir de forma autónoma. Wang diz que isso aumenta a confiança que os membros da equipa têm para enfrentar todos os desafios que possam aparecer. Quando os funcionários são capacitados, tornam-se mais propensos a tomar decisões que sejam do melhor interesse da empresa e do cliente. Isto é um facto comprovado, mesmo que signifique permitir que os colaboradores saiam um pouco do caminho programado.

8. Carisma

Simplificando, as pessoas são mais propensas a seguir o exemplo daquelas que gostam e com as quais se identificam. Os melhores líderes são bem falados, acessíveis e amigáveis. Eles mostram um cuidado sincero pelos outros.

“As pessoas em todos os níveis de uma organização acham fácil relacionar-se com elas e seguir sua liderança”, concluiu Wang.

Cada uma destas qualidades é absolutamente essencial para uma grande liderança. Sem elas, os líderes não conseguem atingir todo o seu potencial. Como resultado, as suas equipas nunca terão um desempenho tão bom quanto o desejado. Por isso, as empresas precisam de aprender as melhores formas de identificar e desenvolver estes traços necessários em líderes existentes e emergentes.

Procura um software ERP para dinamizar o trabalho da sua equipa?